Mentiras



Mentiras

São inverdades que ferem
Aos outros e a si mesmo
Mentindo a esmo
Perdendo a identidade

Embrulhados já não sabem
O que é certo ou errado
Até sem querer enganam
É rotina indispensável

Não merecem confiança
Mesmo ao falar a verdade
Deixam em dúvida
Até mesmo a honestidade

E aí, como anda esse vivente?
Desolado e arredio
Sempre enganando a gente.

Luleal
16.01.2018

Os mais lidos:

Despertar poesia